segunda-feira, 4 de maio de 2015

Profissionais de saúde podem se inscrever para encontro sobre pé diabético

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Coordenadoria Geral de Atenção Primária da Área Programática AP 2.1, que engloba os bairros da Zona Sul, promove, dia 19 de maio, o 1º Encontro de Cuidados ao Pé de Risco e Curativos. O evento, voltado para todos os profissionais e parceiros da saúde, tem inscrições abertas até a quarta - feira, dia 13.

A programação contará com a participação de diferentes profissionais da área da saúde, como enfermeiros, terapeutas ocupacionais, podólogos e profissionais da Educação Física. No encontro, será abordada a importância dos cuidados com o pé diabético. Ao final do evento, os palestrantes deverão esclarecer dúvidas e promover a discussão sobre o tema.

A atividade faz parte da comemoração da Semana de Enfermagem, que é celebrada entre os dias 12 e 20 de maio e acontecerá no Instituto de Nutrição Anne Dias – INAD, localizado na Avenida Pasteur 44, em Botafogo. A organização do evento ressalta que o número de inscritos está sujeito à lotação do espaço. Os interessados em participar devem enviar seu pedido para o email: dcnt.cap21@gmail.com.

Campanha nacional de vacinação contra gripe começa nesta segunda

Começa nesta segunda-feira (4) a campanha nacional de vacinação contra a gripe, com a distribuição de 54 milhões de doses para os chamados “grupos prioritários”. Segundo o Ministério da Saúde, foram investidos R$ 487 milhões na ação, que segue até 22 de maio.

Fazem parte do grupo vulnerável as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional, além da população indígena.

A meta deste ano é imunizar 49 milhões de pessoas. Em 2014, 44,3 milhões receberam a vacina, o equivalente a 86,7% do total previsto pelo ministério.

A dose, via injeção, protege contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B. O dia “D” da campanha, dia nacional de mobilização, será em 9 de maio.

Em 2015 não houve a inclusão de um novo grupo prioritário. No entanto, Carla Domingues, coordenadora do programa nacional de imunização, disse que é preciso fortalecer a participação das gestantes, que têm maior risco de complicação caso contraiam a gripe. Segundo ela, com a vacinação da grávida, ocorre a imunização passiva do bebê, que passa a ser protegido até os seis meses de idade, quando a criança receberá a dose.


De acordo com o governo, 1.794 pessoas foram internadas no ano passado em decorrência de complicações da gripe e 326 morreram. A cepa H1N1 foi a que provocou o maior número de óbitos (163), seguido do H3N2 (105).

De acordo com o ministério, o medicamento é contraindicado a pessoas com histórico de reação anafilática em doses anteriores e a quem tem algum tipo de alergia grave à proteína do ovo, uma vez que a dose é produzida em embriões de galinha.

Fonte: Bem Estar

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Secretaria lança edital para jovens promotores da saúde

Prevenir doenças, orientar a população e contribuir com a promoção da saúde na própria comunidade. São esses os principais papéis dos jovens promotores da Saúde (RAP da Saúde) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Se você tem vontade de participar ativamente na melhoria da cidade, fique ligado: a SMS lança nesta segunda-feira, 4 de maio, o edital para o Curso de Formação de Jovens Promotores da Saúde, que visa estimular o protagonismo juvenil na cidade e a educação entre pares sobre os temas da saúde. O prazo para inscrições vai até 12 de maio.

Dedicado ao público de 14 a 24 anos, o curso oferece 160 vagas para multiplicadores e 30 vagas para dinamizadores (com experiência em protagonismo juvenil), com bolsas que variam entre R$300,00 e R$400,00, além de vale transporte.

Durante o curso os jovens aprenderão conceitos de saúde, educação, cultura e lazer, assistência social e direitos humanos. O período de formação será de 01/07/2015 a 30/06/2016.

Clique aqui e confira o regulamento

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Vigilância Sanitária realiza Semana da Saúde do Trabalhador

A Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses (Subvisa) inicia a Semana do Trabalhador, nesta segunda-feira (27/04), às 14h, no auditório da Prefeitura do Rio, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade Nova, com um seminário e painéis sobre a atual situação e o futuro da Saúde do Trabalhador no município do Rio de Janeiro. Durante quatro dias serão realizadas palestras, debates e diversas ações com foco na saúde do trabalhador, destacando a prevenção de riscos de acidentes de trabalho. 


Ainda nesta segunda-feira, no primeiro dia, será lançado o selo "Empresa Saudável – Aqui a saúde do trabalhador é nota 10", que vai ser afixado em estabelecimentos que seguem à risca o que é determinado pela legislação, para evitar riscos à saúde do trabalhador. Na terça-feira (28/04), profissionais da Vigilância Sanitária do Rio vão lembrar o Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho, através de uma ação educativa em lojas de materiais de construção da cidade, onde técnicos do órgão vão passar orientações aos comerciantes sobre as responsabilidades civis, criminais, trabalhistas e ambientais nesse setor.


Neste mesmo dia, técnicos da capital irão à cidade de Cabo Frio promover um seminário sobre saúde do trabalhador, em parceria com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – Cerest – da cidade. 


Na quarta-feira (29/04), serão inaugurados dois programas de Saúde do Trabalhador nos bairros de Bangu e Botafogo, que terão o objetivo de prevenir e diminuir riscos e doenças relacionadas ao ambiente de trabalho nas regiões Sul e Oeste da cidade.


No encerramento, no dia 30/04, haverá uma mesa para debater o cenário nacional da Saúde do Trabalhador, com presença de especialistas do Brasil e internacionais nesta área.


Informações sobre os locais e horários do evento, e sobre a Vigilância Sanitária e a Saúde do Trabalhador, podem ser conferidas no site www.rio.rj.gov.br/web/vigilanciasanitaria.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Prefeitura inicia Campanha de Vacinação contra a Gripe

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) inicia na próxima segunda-feira, dia 4 de maio, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe para idosos, gestantes, crianças de seis meses a 4 anos, mulheres no período de até 45 dias após o parto, indígenas, presos, doentes crônicos, profissionais de saúde e funcionários do sistema prisional. A meta é vacinar 80% da população alvo, o que representa cerca de 1,2 milhão de pessoas.

O principal objetivo da campanha é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza. Sobre a eficácia da vacina, alguns estudos demonstraram que a vacinação pode reduzir de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% o da mortalidade global.

A vacina, que protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (H1N1; H3N2 e influenza B), estará disponível em mais de 200 salas de vacinação nas unidades de Atenção Primária em todas as regiões da cidade. As unidades funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. É importante levar a Caderneta de Vacinação ou algum comprovante de situação vacinal ao procurar a unidade de saúde. O Dia de Mobilização Nacional contra a Gripe acontecerá no sábado, dia 9 de maio, quando serão montados mais de 400 pontos de vacinação avançados em igrejas, centros comunitários, entre outros locais.

O imunizante, produzido pelo Instituto Butantan e pela Sanoti Pasteur, é constituído por vírus inativados, por isso não causa a doença. Pessoas febris, portadores de doenças neurológicas, com história de alergia grave relacionada a ovo e reação a doses anteriores devem consultar um médico antes de tomar a vacina.

As crianças de seis meses a 4 anos de idade precisarão tomar duas doses da vacina, sendo a segunda administrada nos postos de saúde 30 dias após a primeira. Para os portadores de doenças crônicas é necessária a apresentação de prescrição médica com a indicação do imunizante. Mulheres no pós-parto devem apresentar algum documento que comprove terem dado à luz no período previsto pela campanha.

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).
Por isso, cuidados simples como lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal são, no geral, medidas simples que ajudam a prevenir a doença. Em caso de síndrome gripal, a orientação da SMS, mesmo para as pessoas já vacinadas, é procurar um serviço de saúde.

Fonte: SMS

Município lança Fábrica de Clínicas da Família na Barra da Tijuca

A Prefeitura do Rio lança nesta terça, 28 de abril, a Fábrica de Clínicas da Família, na Barra da Tijuca. O espaço vai ser responsável pelo apoio e logística para a construção de 28 novas unidades na Zona Oeste.

Hoje, o Rio conta com 74 clínicas da família inauguradas em 46 bairros da cidade desde 2009. A meta da Prefeitura é inaugurar, este ano, 15 unidades, de um total de 66 até o fim de 2016, alcançando uma cobertura de 70% da população pelo Saúde da Família. Em 2008, o Rio era a capital com pior cobertura de saúde do país com apenas 3,5% dos cariocas atendidos pela estratégia. Atualmente, já são 47,9% de cobertura da população. Este é o maior crescimento da cobertura de saúde entre todas as capitais do Brasil.

O investimento da Fábrica será de R$ 128 milhões. Atualmente, a rede municipal conta com mais de 8,6 mil profissionais de saúde na Atenção Primária, divididos entre cerca de 890 equipes de Saúde da Família. Em 2008 eram apenas cerca de 1,5 mil.

Desde 2009, o programa Saúde da Família passou a considerar a territorialidade e as necessidades de cada bairro e região, corrigindo distorções como a até então inexistência de cobertura em grande parte da Zona Oeste e em comunidades carentes.

A fábrica, na Av. Ayrton Senna, s/n (ao lado do Via Parque), segue os moldes do programa Fábrica de Escolas do Amanhã Governador Leonel Brizola, que construirá 136 escolas na cidade até 2016, utilizando um sistema construtivo mais ágil com elementos pré-moldados.

Fonte: SMS


segunda-feira, 13 de abril de 2015

SMS promove aula de boas vindas para quarta turma de residentes

O clima de expectativa e entusiasmo imperou na aula de boas vindas aos novos residentes do Programa de Residência de Medicina em Família e Comunidade da SMS. 

O encontro aconteceu na última quarta-feira, dia 8, no auditório do Centro Administrativo São Sebastião e teve a participação do secretário municipal de Saúde Daniel Soranz. 

O secretário apresentou a estrutura da secretaria e os programas de saúde, além dos resultados da gestão desde 2009. 

Segundo ele, a entrada dos residentes irá auxiliar na expansão da Atenção Primária no Rio. “Quero desejar boas vindas a todos os novos residentes e disponibilizar toda a estrutura da instituição para o desenvolvimento profissional de cada um. 

Desde 2009, estamos ampliando a cobertura de Saúde da Família no município, atualmente já cobrimos 47,9% ou seja, mais de três milhões de cariocas utilizam os serviços da SMS”, disse. Criado em 2011, o programa de residência em Medicina da Família e Comunidade da SMS é o maior em residência em Saúde da Família do País. 

Desde 2012, o programa já ofereceu 320 vagas para residentes de todo país. 
Em 2015, 100 vagas já foram disponibilizadas. A quarta turma de residência terá a participação do casal Josymar Nascimento, 25 anos, e Susyana Lima de Oliveira, 26. Vindos do Ceará, o casal se mudou para o Rio após ser aprovado para participar da residência. 

Para Josymar, a estrutura municipal de saúde do Rio e a excelente bolsa oferecida foram fundamentais na decisão. “O Rio é modelo no País pela larga expansão da Atenção Primária nos últimos anos, além da boa remuneração oferecida pelo programa”. 

Recém-formada pela Universidade Federal do Ceará, Susyana vai participar do programa para complementar o conhecimento acadêmico e ter a oportunidade de ampliar o vínculo entre mé- dicos e pacientes. “Senti a necessidade de complementar o conhecimento. 

O programa de residência do Rio foi com o qual me identifiquei, pois possui uma formação na medicina da família mais humanizada”, disse Susyane. 

De acordo com o Superintendente de Atenção Primária, Guilherme Wagner, o programa de residência no Rio faz com que o município seja exemplo de formação médica do País. “Essa foi mais uma ação coerente da SMS, visando fortalecer o SUS do Rio de Janeiro”, disse. “A ideia é aumentar o número de vagas para o programa em 2016, passando de 100 para 130 vagas para candidatos de todo país”, garantiu.

Fonte: SMS RJ

SMS inicia as obras de novas Clínicas da Família

Mais de 90 mil cariocas na Maré, Cidade de Deus e em Rio das Pedras serão beneficiados com as três novas Clínicas da Família que tiveram suas obras iniciadas nas regiões. O lançamento das obras das unidades ocorreu nos dias 8 e 10 de abril e contou com a presença do prefeito Eduardo Paes e do secretário municipal de Saúde Daniel Soranz.

A unidade da Maré terá dez equipes de Saúde da Família e quatro de saúde bucal, beneficiando cerca de 30 mil moradores das comunidades de Vila do Pinheiro, Conjunto do Pinheiro e Salsa e Merengue. O prefeito reforçou a importância da Clínica da Família na prevenção de doenças.

“Tínhamos esse compromisso com os moradores da região, de oferecer serviços de qualidade.
Além desta unidade, outra Clínica da Família já está licitada, com recursos para contratar. As obras serão iniciadas tão logo a gente defina o local. São unidades que vão permitir qualidade no atendimento. Costumo dizer que atenção básica não é para cuidar de doenças, mas evitar que as pessoas fiquem doentes”, afirmou o prefeito Eduardo Paes.

Já as unidades de Jacarepaguá terão, juntas, 21 equipes de saúde da família e oito de saúde bucal, beneficiando 63 mil moradores. A CF da Cidade de Deus será na Rua Quintanilha, enquanto a de Rio das Pedras será na Rua Velha, nº 4. O secretário de Saúde afirmou que as unidades terão grande papel na estrutura de saúde da região devido ao grande crescimento da área.

“A região cresceu demais e precisava ter unidades como essas para atender com qualidade a demanda de moradores. Assim que ficarem prontas, vamos oferecer um atendimento que faça a diferença na vida das pessoas para que possam viver mais e melhor”, completou o secretário municipal de Saúde Daniel Soranz.

As Clínicas da Família fazem parte de um projeto pioneiro e inovador que permitiu a revolução histórica no setor de saúde da cidade. Hoje, o Rio conta com 74 clínicas da família inauguradas desde 2009. A meta da Prefeitura é inaugurar, este ano, 15 unidades, de um total de 66 até o fim de 2016, alcançando uma cobertura de 70% da população pelo Saúde da Família. Em 2008, o Rio era a capital com pior cobertura de saúde do país com apenas 3,5% dos cariocas atendidos pela estratégia. Atualmente, já são 47,9% de cobertura da população, o que representa mais de 3 milhões de pessoas beneficiadas.

Fonte: SMS RJ

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Prefeitura inicia obras de clínicas da família na região de Jacarepaguá

A Secretaria Municipal de Saúde deu início na manhã desta sexta-feira, dia 10 de abril, às obras de construção das novas clínicas da família que atenderão às comunidades de Cidade de Deus e Rio das Pedras. As unidades juntas beneficiarão cerca de 63 mil pessoas. As obras ficarão a cargo da RioUrbe.

"Não há nada mais importante para uma cidade do que investimento em atenção básica para a prevenção de doenças. E é esta a diretriz que as clínicas da família seguem", afirmou o prefeito Eduardo Paes durante o lançamento da obra na Cidade de Deus.

"A região cresceu demais e precisava ter unidades como essas para atender com qualidade a demanda de moradores. Assim que ficarem prontas, vamos oferecer um atendimento que faça a diferença na vida das pessoas para que possam viver mais e melhor", completou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

A clínica da família da Cidade de Deus será construída na Rua Quintanilha. A unidade terá nove equipes de Saúde da Família e quatro de saúde bucal, beneficiando cerca de 27 mil moradores. Atualmente, a comunidade já conta com o Centro Municipal de Saúde Hamilton Land e, no atendimento de emergência, com a UPA Cidade de Deus.

Em Rio das Pedras, a nova clínica da família será construída na Rua Velha, nº 4. A unidade contará com 12 equipes de Saúde da Família e quatro de saúde bucal, beneficiando cerca de 36 mil moradores da comunidade. Hoje, Rio das Pedras já é atendida pela Clínica da Família Otto Alves de Carvalho, inaugurada em 2012.

As clínicas da família fazem parte de um projeto pioneiro e inovador da Prefeitura do Rio que permitiu a revolução histórica no setor de saúde da cidade. Hoje, o município conta com 74 clínicas da família inauguradas desde 2009. A meta é inaugurar, este ano, 15 unidades, de um total de 66 até o fim de 2016, alcançando uma cobertura de 70% da população pelo Saúde da Família. Em 2008, o Rio era a capital com pior cobertura de saúde do país, com apenas 3,5% dos cariocas atendidos pela estratégia. Atualmente, já são 47,9% de cobertura da população, o que representa mais de 3 milhões de pessoas beneficiadas.

Somente a Área de Planejamento 4.0 (Barra e Jacarepaguá), na qual estão inseridas as comunidades de Cidade de Deus e Rio das Pedras, tem hoje 15,4% de cobertura de Saúde da Família. A AP conta com 13 unidades de Atenção Primária (três clínicas da família e dez centros municipais de saúde), uma UPA, uma policlínica, três hospitais, três centros de atenção psicossocial, uma coordenação de emergência regional, duas unidades psiquiátricas (instituto e hospital) e um hospital maternidade.

Fonte: SMS

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Prefeitura do Rio inicia a construção da Clínica da Família da Maré

A Secretaria Municipal de Saúde deu início nesta quarta-feira, dia 8 de abril, à construção da Clínica da Família da Avenida Bento Ribeiro Dantas, na Maré. O lançamento da obra contou com a presença do prefeito Eduardo Paes. A nova unidade terá dez equipes de Saúde da Família e quatro de saúde bucal, beneficiando cerca de 30 mil moradores das comunidades de Vila do Pinheiro, Conjunto do Pinheiro e Salsa e Merengue.

"Tínhamos esse compromisso com os moradores da região, de oferecer serviços de qualidade. Além desta unidade, outra Clínica da Família já está licitada, com recursos para contratar. As obras serão iniciadas tão logo a gente defina o local. São unidades que vão permitir qualidade no atendimento. Costumo dizer que atenção básica não é para cuidar de doenças, mas evitar que as pessoas fiquem doentes", afirmou o prefeito Eduardo Paes.

A obra ficará a cargo da RioUrbe. Hoje, a população do Complexo da Maré é atendida em oito unidades de Atenção Primária, sendo uma Clínica da Família, dois Centros Municipais de Saúde e cinco postos de apoio em saúde.

Para o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, a nova clínica será um divisor de águas no que diz respeito à qualidade do atendimento:

"Essa clínica vai permitir o atendimento individual dos pacientes, que não precisarão mais dividir consultórios com outros por conta da demanda. Além disso, ela vai dispor de equipamentos modernos de raio-x e ultrassonografia de ponta. Os moradores da Maré também terão aqui uma Academia Carioca para que a população viva mais e melhor."

As clínicas da família fazem parte de um projeto pioneiro e inovador que permitiu a revolução histórica no setor de saúde da cidade. Hoje, o Rio conta com 74 clínicas da família inauguradas desde 2009. A meta da Prefeitura é inaugurar, este ano, 15 unidades, de um total de 66 até o fim de 2016, alcançando uma cobertura de 70% da população pelo Saúde da Família. Em 2008, o Rio era a capital com pior cobertura de saúde do país com apenas 3,5% dos cariocas atendidos pela estratégia. Atualmente, já são 47,9% de cobertura da população, o que representa mais de 3 milhões de pessoas beneficiadas.

Somente a Área de Planejamento 3.1, que agrega o Complexo da Maré, conta hoje com 54% de cobertura de Saúde da Família. A AP também abrange Complexo do Alemão, Penha, Ilha do Governador, Ramos, Bonsucesso, Olaria, Manguinhos, Penha Circular, Brás de Pina, Cordovil, Parada de Lucas, Vigário Geral, Jardim América.

Fonte: SMS 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...