terça-feira, 15 de abril de 2014

Convite

Convite: O Secretário Municipal de Saúde, Hans Dohmann, tem a honra de convidar para a cerimônia de entrega do prêmio Unidade Básica Amiga da Amamentação - IUBAAM para a Clínica da Família Santa Marta.

A solenidade será realizada no dia 29 de Abril de 2014, às 10h, na própria Clinica da Família, Rua São Clemente, 312 - Botafogo.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

SBGGRJ - XI Simpósio Alzheimer de A a Z

O XI Alzheimer de A a Z acontecerá no dia 24 de maio, no Hotel Pestana, no Rio de Janeiro.
Inscrições:
sede da SBGG-RJ, de segunda a sexta, das 13:00 ás 18:00 (somente dinheiro ou cheque) OU
depósito bancário (Banco Itaú – AG: 8586 C/C: 15884-5)
Investimentos:Sócios Quites: R$ 100,00
Estudantes Graduação: R$ 120,00
Não-associados: R$ 150,00
Programação:  www.sbggrj.org.br/alzheimerdeaz


Vacinação com a gripe

A campanha de vacinação contra a Influenza A ocorre este ano entre os dias 22 de abril a 9 de maio, sendo que o dia 26 de abril será o dia "D" de mobilização nacional. Procure o posto de saúde mais perto!






sexta-feira, 11 de abril de 2014

SMS exibe duas mostras com tema Cinema e Saúde

Na próxima semana, nos dias 14, 15 e 16, unidades da Secretaria Municipal de Saúde vão realizar dois eventos sobre o tema Cinema e Saúde. O Instituto Municipal de Assistência em Saúde Juliano Moreira apresenta a palestra “Cinema e Saúde: Conhecendo a história da Saúde pelos filmes”, dia 15, às 14h, no auditório A, 2º andar, do edifício sede. Haverá a exibição do filme “Morte Negra”, do diretor Christopher Smith, seguido de debate com o professor e mestrando no Programa de Assuntos Medievais da UFRJ, Caio Camacho. O filme se passa na Inglaterra Medieval durante um período que o país foi tomado por uma praga epidêmica.
Já o Instituto Municipal de Assistência à Saúde Nise da Silveira convida a todos para participarem do “1º Simpósio Nacional de Cinema e Psiquiatria Cultural”, que ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de abril, às 10h. Os cineastas Luiz Santos, de Recife, e Douro Moura, de Brasilia, vão comandar o debate após a sessão de exibição do filme “Clientes e Amigos”, produzido no instituto. O filme mostra a vida das pessoas que foram tocadas pelo tratamento por meio da arte desenvolvido pelo Hotel da Loucura. O evento é promovido pelo coordenador do Hotel, Vitor Pordeus.

Fonte: ASCOM

SMS mostra resultados na Semana Nacional da Humanização

Começou na última segunda-feira, dia 7, a Semana Nacional da Humanização, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com as redes federal e estadual de saúde. O evento acontecerá
até hoje, sexta-feira, dia 11.

Na terça-feira, dia 8, a assessora de Humanização da SMS, Marta Côrtes, falou sobre “Humanização e suas tecnologias de cuidado”. Em seguida foi a vez de Eduardo Novaes, vice-diretor de Assistência
do Instituto Fernandes Figeuira (IFF), falar sobre a implantação do Plano Nacional de Humanização (PNH) no IFF. Alexandre Essinger, diretor do Hospital Municipal Miguel Couto, falou sobre “Acolhimento, visita aberta e o direito ao acompanhante”. Desde setembro do ano passado, o hospital de emergência, de forma inovadora, ampliou os horários de visita de uma hora para nove horas – das 11h às 20h.

“No início era impensável aumentar o horário da visita aberta. Os vigilantes achavam que iria ter muito tumulto. Só que foi o efeito contrário. Hoje quase não se nota visitas de pacientes na unidade, porque o horário foi estendido. Esse é um exemplo de como a cegueira habitual nos limita, impedindo, às vezes, a resolução de problemas de forma simples. Hoje em dia, todos gostam da visita aberta. Diminuiu a fila de espera para ver os pacientes”.

Essinger também falou sobre as tecnologias implantadas no Hospital Municipal Miguel Couto, como, por exemplo, o E-SUS, um sistema integrado que atualiza, em tempo real, as entradas de pacientes na unidade e mantém os dados atualizados junto ao Ministério da Saúde. O sistema identifica quantos pacientes foram acolhidos e quantos foram atendidos pelos médicos.

Por último, a superintendente de Hospitais Pediátricos e Maternidades da SMS, Maria Auxiliadora Mendes Gomes, falou sobre “Humanização na Atenção ao Parto e Nascimento no Rio de Janeiro”, e mostrou os resultados do Programa Cegonha Carioca. Maria Auxiliadora ressaltou a criação da linha de cuidados do pré-natal ao parto, pelo Cegonha Carioca, a partir do acolhimento na porta do hospital, mostrando os resultados do Programa. “Antes do Programa Cegonha Carioca, a gestante não sabia onde ia ter o bebê. Era como uma emergência. O Cegonha Carioca garantiu que o momento do nascimento fosse de celebração e prazer”, comemorou.

Fonte: ASCOM

Maré recebe centro de atenção para dependentes de álcool e outras drogas

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro inaugura nesta sexta-feira, 11 de abril, às 8h, o Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e outras Drogas Miriam Makeba. Localizado na Rua João Torquato, 248, no bairro de Bonsucesso, o CAPSad é voltado ao tratamento de pacientes com transtornos em decorrência do uso de álcool, crack e outras drogas, e atenderá moradores da região, incluindo as comunidades do Complexo da Maré.

A unidade foi batizada em homenagem à cantora africana que é uma das mais conhecidas representante
da luta pela igualdade social no mundo. Nela, o atendimento é individual ou em grupo, através de oficinas terapêuticas, visitas domiciliares e atendimento familiar, bem como atividades comunitárias, buscando a integração do paciente em sua comunidade. O CAPSad Miriam Makeba será referência para bairros da Área Programática 3.1, que inclui Penha, Ramos, Bonsucesso e adjacências.

Com funcionamento 24 horas/dia, o novo CAPSad tem a capacidade de atender cerca de dois mil pacientes por mês. São nove leitos de acolhimento em momentos de crise, quatro consultórios, quatro salas para consultas em grupo, farmácia, espaço de convivência e três quartos para hospedagem temporária. O prazo máximo de permanência no local, tanto para tratamento, quanto para hospedagem, é de 15 dias. Os pacientes serão recebidos por demanda espontânea ou encaminhados pelas clínicas da família da região. A equipe é formada por 40 profissionais, dentre médicos psiquiatras e clínicos, enfermeiros, farmacêuticos, psicólogos, nutricionista, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, além do corpo administrativo.

A rede municipal de saúde do Rio conta com 25 Centros de Atenção Psicossocial. São 13 voltados para atendimento geral (sendo três deles abertos 24h), cinco para assistência a dependentes químicos (dois com
funcionamento 24h) e sete voltados ao atendimento de crianças e adolescentes.

Há ainda outros três CAPS nas redes estadual e federal, totalizando 28 unidades na cidade. Na rede hospitalar, o município conta atualmente com 59 leitos para usuários de drogas que necessitem de internação clínica.

Fonte: Ascom

Prefeitura realiza ações de saúde para a Copa do Mundo

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está promovendo uma série de ações de preparação para a Copa do Mundo, considerando a magnitude desse evento de massa e os potenciais riscos à saúde, devido à grande circulação e concentração de pessoas de diferentes partes do mundo. São ações a serem desenvolvidas antes, durante e após o evento, que acontece em junho e julho. Envolvem atividades preventivas, de monitoramento, divulgação de informações para setores estratégicos e resposta às situações de saúde.

Dentre as ações realizadas, está a ampla vacinação de profissionais de saúde, da rede hoteleira e de taxistas, que começou ainda durante as preparações para a Jornada Mundial da Juventude, no ano
passado. As vacinas administradas são a Tríplice Viral, que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba; e a Duplo Adulto, contra difteria e tétano. Já foram aplicadas cerca de 15 mil doses. O objetivo é que as pessoas compareçam às unidades de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde) para atualizarem seus esquemas de vacinação.

A SMS também vem promovendo campanhas informativas e educativas junto aos grupos de profissionais envolvidos na organização do mundial, além de orientação aos consulados, agências de turismo, rodoviárias e aeroportos. Serão distribuídas cartilhas de Saúde do Viajante, em quatro idiomas, com dicas de saúde e serviços oferecidos na cidade.

As ações de prevenção e combate à dengue, que são rotineiras, serão intensificadas no estádio do Maracanã e em pontos turísticos. Nestes locais estratégicos, a visita dos agentes de vigilância ambiental em saúde, que acontece a cada 15 dias, será semanal durante o período de jogos na cidade. Os profissionais de saúde passarão por treinamentos para a identificação de agravos de relevância em saúde pública, como a ocorrência de surtos de algumas doenças. Receberão informações relativas aos aspectos clínicos a serem observados, enfatizando a importância do diagnóstico e da notificação imediata. A rede de laboratórios também estará equipada e pronta para a rápida emissão dos resultados de exames solicitados.

Durante o mundial, toda a estrutura de assistência à saúde atuará de forma integrada. Os procedimentos serão acompanhados 24 horas por dia pelo Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), formado por representantes do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde. Além disso, hospitais, UPAs, Coordenações de Emergência Regionais (CERs) e unidades de Atenção Primária estarão em funcionamento. A Central Municipal de Regulação de Leitos dará suporte em caso de necessidade de transferência de pacientes.

Fonte: ASCOM 

quarta-feira, 2 de abril de 2014

DIA 5 DE ABRIL FAÇA SEU PREVENTIVO!!

No dia 05 de abril,  convido a todas as Mulheres entre 25 e 64 anos a comparecer as Clinicas de Família e CMSs da AP 2.1, no horário de 8:00 as 17:00, fazer o PREVENTIVO e prevenir o CÂNCER DE COLO DE ÚTERO.  Sua presença é muito importante!

terça-feira, 1 de abril de 2014

Palestra sobre MUCOPOLISSACARIDOSES!!

Foi realizada no Auditório da Estações OTICS Rocinha, uma Palestra Síndrome de Maroteaux-Lamy, conhecida como  Mucopolissacaridoses.  Ministrada pelo Drº  Marcelo Kerstenetzky – Médico Hepatologista e Coordenador do CETREIM (Centro de Tratamento em Erros Inatos do Metabolismo do IMIP (Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – Recife - PE , Drº  Gustavo Ciminelli – Clinical Specialist e Maria Clara Migowski Pinto Barbosa – Residente da Assossiação Carioca de Distrofia Muscular e conselheira municipal do município do Rio de janeiro. O tema escolhido é de muita importância , a MUCOPOLISSACARIDOSES, pois a doença citada é rara,  e por isso, muitas das vezes o portador passa muito tempo, sendo mais especifico passam décadas sem se quer ser percebida apesar da aparência da doença. Nas MPS (abreviação de Mucopolissacaridose), existe a deficiência ou falta de uma determinada enzima nos lisossomos, o que leva ao acumulo de glicosaminoglicanos (GAG), conhecida antigamente como Mucopolissacárides, nome que deu origem a patologia. Os glicosaminoglicano são moléculas que possuem em sua composição açucares que se ligam a uma proteína central. Essa molécula absorve água em demasia, adquirindo uma consistência viscosa, promovendo assim a lubrificação entre os tecidos, permitindo o deslizamento na movimentação entre eles. Essa diminuição de atrito entre os tecidos permite, por exemplo, o movimento das articulações ósseas. Esse acumulo pode levar a disfunção na função celular e, na maioria dos casos, efeitos patológicos nas células, tecidos e órgãos.


A incidência acumulada de todas as MPS é de 1: 22.500 nascidos vivos, porém poucos estudos foram feitos, o que leva a crer que essa incidência é subestimada. As manifestações clínicas das MPS's são normalmente multissistêmicas (afetam diversos órgãos) e muito variáveis, existindo formas leves a muito graves. Existem sete tipos de MPS atualmente descritas, que são classificadas de acordo com o tipo de enzima deficiente na célula.

Ao final da Palestra todos foram recebidos com um Coffe Break!!






         Clique aqui e não deixe de curtir esta informação de muita importância para nos profissionais!!!

Fonte: Otics Rocinha 

Os homens da CAP 2.1 também apoiam essa campanha

Um dia depois de o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgar uma pesquisa que revela que 65% dos brasileiros acham que mulheres que usam roupas curtas merecem ser atacadas, as redes sociais se tornaram palco de protestos e debates. A presidente Dilma Rousseff foi taxativa ao comentar a pesquisa em seu Twitter: "Tolerância zero à violência contra a mulher #Respeito". Ela também publicou que "a sociedade brasileira tem muito o que avançar" e o resultado do levantamento "deixa claro o peso das leis e das políticas públicas". Protesto. No Facebook, mulheres de todo o Brasil se organizaram para protestar contra o resultado da pesquisa. "Você não concorda com isso? Nem eu! Então 'bora' mostrar o corpo para mostrar o quão revoltadas estamos?", convocava o texto publicado na página do evento na rede social. Até as 21h de ontem, a manifestação virtual teve adesão de 16 mil pessoas. "A ideia é que a gente tire a roupa e se fotografe, da cintura para cima, com um cartaz tampando os seios com os dizeres 'Eu também não mereço ser estuprada' e postemos, todas juntas, ao mesmo tempo, online", explicava a organizadora do ato, a jornalista Nana Queiroz. Ela estimulava as mulheres a postar fotos da maneira que se sentissem à vontade: "de burca, de roupa de futebol ou de biquíni", exemplificava. Com a hashtag #EuNãoMereçoSerEstuprada, as pessoas começaram a postar suas fotos às 20h. Reunidas, sozinhas, velhas, novas e até amamentando, as mulheres exibiram seus cartazes. Homens também aderiram ao protesto. "Canso de escutar que se uma mulher usa roupa curta é pedir pra ser estuprada. E quanto a homens sem camisa? Eles também estão pedindo isso?", escreveu Eduardo Winther de Medeiros, que exibia um cartaz com os dizeres: "Roupa curta não justifica estupro". Johannes Antonius Wiegerinck também apoiou a causa: "Se eu vir você abusando de uma mulher, eu vou quebrar o seu pescoço - fisicamente, verbalmente ou moralmente". Apesar da grande adesão, algumas mulheres se sentiram intimidadas com comentários machistas em seus posts. "Em um movimento virtual que tem como objetivo o respeito às mulheres, eu publico uma foto e sou xingada. É como ser rotulada e julgada", reclamou uma manifestante. As outras a apoiaram: "Não dê ouvidos a eles. Nos enjoa ver gente que pensa assim". 

Fonte: Estadao

Nenhuma mulher merece ser estuprada... Faça parte dessa campanha você também!! #EuNãoMereçoSerEstuprada 

Mais fotos aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...