quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

SMS apresenta os resultados da gestão de 2014

A Secretaria Municipal de Saúde realizou na última quinta-feira, dia 11, o Seminário de Gestão de Atenção Primária. O evento contou com a participação do secretário municipal de Saúde,Daniel Soranz, e dos subsecretários, superintendentes e gestores das dez áreas programáticas do Rio, que apresentaram os resultados da gestão de 2014.

No encontro, as equipes das Coordenadorias Gerais de Atenção Primária das áreas de Planejamento divulgaram os relatórios de gestão e prestação de contas deste ano e discutiram sobre as perspectivas futuras que deverão ser realizadas em 2015. Além disso, os responsáveis apresentaram os serviços que já são implementados nas unidades de saúde do município,como: Saúde do Escolar, Consultório de Rua, Academia para Deficientes, Musicoterapia e outros.

Após as apresentações, Soranz elogiou os resultados de 2014 e destacou a responsabilidade de gerir e entregar para a cidade um sistema de saúde estruturado. “Avançamos na mudança em 2014 e agora é a hora de consolidar uma nova cultura na saúde, com mais recursos. Espero que, até 2016, o Sistema de Saúde do município do Rio esteja mais organizado e estruturado.”

Fonte: SMS

Capacitação sobre Curativos

Hoje no auditório da OTICS Rocinha, foi realizado uma capacitação sobre Curativos para as equipes de enfermagem da CF Rinaldo Delamare. A Capacitação foi ministrada pela enfermeira Suelen Janick da empresa de produtos médicos Convatec que orientou as enfermeiras e os técnicos de enfermagem sobre os diversos tipos de curativos e materiais que podem ser utilizados nas feridas crônicas dos pacientes. 



quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Programa de Saúde do Idoso apresenta experiência do PADI

A Gerência do Programa de Saúde do Idoso realizou, na última quarta-feira, dia 10, o seminário “A experiência do Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso (Padi) e sua inserção na rede”. O evento ocorreu no auditório do Hospital Municipal Souza Aguiar.

Durante o seminário, foram expostas diversas experiências do Padi nos hospitais municipais, com relatos de profissionais do programa. O evento também contou com a presença de representantes do programa de atenção domiciliar de outros municípios.

O Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso foi lançado pela prefeitura do Rio em 2010. Desde então, mais de oito mil pacientes já foram atendidos.

Fonte: SMS

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Capacitação do IUBAAM na Rocinha

Hoje no Auditório da OTICS Rocinha, aconteceu mais uma Capacitação do IUBAAM (Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação), que  tem por objetivo a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno através da mobilização das unidades básicas de saúde para a adoção dos "Dez Passos para o Sucesso da Amamentação" da IUBAAM. Essa Iniciativa delineia um importante papel de suporte que as unidades básicas de saúde, em conjunto com os hospitais, podem desempenhar a fim de tornar o aleitamento materno uma prática universal, contribuindo significativamente para a saúde e bem estar dos bebês, suas mães, família e comunidade local. Ministrada pela Rossana Helena e Glaucia Brito apoiadoras da CAP 21 e Maria Alice Jansen Lievore - Avaliadora de IUBAAM, para os profissionais do CMS Drº Albert Sabin.









segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Oficina Caminhos do Cuidado para ACS Auxiliares e técnicos de enfermagem da saúde da família.

Na penúltima etapa que aconteceu no auditório da Estação OTICS Rocinha do Curso Caminhos do Cuidado.  Ministrada pela Tutora Mª Isabel da SMS. O Projeto Caminhos do Cuidado vai capacitar trabalhadores em saúde de todo o país no atendimento aos usuários de crack e outras drogas. Num projeto que envolve  as instituições Fiocruz (RJ), através do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica (ICICT), o Grupo Hospitalar Conceição (RS) e a Rede de Escolas Técnicas do SUS, o Ministério da Saúde vai oferecer, em 2013 e 2014, cursos de formação para a totalidade dos agentes comunitários de saúde distribuídos por todos os estados e regiões do país.








Apresentação dos Resultados da II Pesquisa de Opinião da SUBPAVE

Hoje dia 08 de dezembro, foi realizada no Auditório Barbara Starfield, a apresentação dos Resultados da II Pesquisa de Opinião da SUBPAV. Estiveram Presentes Coordenadores e Assessores das  Áreas Programáticas, Gerentes e Diretores das unidades de Saúde da Família e CMS. 

A Pesquisa foi aplicada no Início do Segundo semestre deste ano e teve Como Objetivo avaliar o clima organizacional de todas  Clínicas da Família e Centros municipais de saúde do Município do Rio de Janeiro. A apresentação foi feita pelo Coordenador da Rede OTICS RIO, Dr. Luiz Felipe Pinto, e o assessor, Maurício Sangama.





sábado, 6 de dezembro de 2014

Prefeitura e Ministério da Saúde lançam Plano de Contingência contra febre chikungunya e dengue

O prefeito Eduardo Paes e o ministro da Saúde, Arthur Chioro, lançaram neste sábado (06/12) o Plano Municipal de Contingência contra Febre Chikungunya e Dengue, na Clínica da Família Sérgio Vieira de Mello, no Catumbi. A iniciativa marcou o Dia D de Mobilização contra o Aedes aegypti — mosquito transmissor das duas doenças — no Rio de Janeiro, município brasileiro que mais reduziu os casos de dengue em 2014: 96.3% a menos que no anterior. De janeiro ao início de dezembro deste ano foram diagnosticados 2.470 casos, contra 66.278 em 2013.

— Os índices mostram que a população está colaborando, mas o combate à dengue exige um aprendizado constante. É preciso que se torne um hábito, como escovar os dentes e tomar banho. Por isso quem mora em locais onde há risco de acúmulo de água deve ficar atento. O alerta permanece, para que esses índices continuem em queda, até que tenhamos um cenário ainda mais seguro — disse o prefeito.

Todos os seis casos de febre chikungunya até hoje notificados na cidade foram importados de pacientes infectados em viagem ao exterior. Não há registro de transmissão da doença dentro da cidade. O plano de contingência prevê ainda a qualificação da assistência através da capacitação dos profissionais da saúde para a identificação dos casos suspeitos da febre, manejo clínico, identificação de grupos de risco, notificação imediata e diagnóstico diferencial, principalmente com dengue.

Arthur Chioro reconheceu a eficiência do combate à dengue e à febre chikungunya no Rio de Janeiro, e alertou sobre a importância de ações preventivas:

— Reconhecemos a eficácia do Rio no combate à dengue, mas as ações de controle e combate do mosquito devem se antecipar aos problemas. Por isso, é importante o envolvimento do setor público e da sociedade nesse mutirão de limpeza das cidades antecedendo o período de chuvas. A dimensão da dengue e da chikungunya no próximo ano dependerá do dever de casa de cada um e do envolvimento de todos, afinal o perigo aumentou, agora temos preocupação dupla.
 
O Dia D foi marcado também pela realização de mutirões de limpeza urbana e atividades para alertar os profissionais de saúde ao diagnóstico correto das doenças. Medidas simples como manter fechados recipientes que podem armazenar água; limpar regularmente calhas e caixa d'água; e retirar o lixo são fundamentais para o combate ao mosquito

Paes e o ministro acompanharam a inspeção de agentes municipais de saúde à casa da aposentada Carminda Ferreira Caetano, 86 anos, no Morro da Coroa. A aposentada disse estar alerta sobre a importância de não acumular água nas calhas e no viveiro de pássaros e manter a caixa de água sempre fechada:

— Perturbo também os vizinhos, porque a gente sabe o sofrimento que é pegar uma doença dessa, por isso faço questão de cooperar.

As ações de combate aos criadouros do mosquito são realizadas o ano inteiro pelos agentes da Prefeitura do Rio, mesmo nos meses de baixa incidência da dengue. Somente este ano, a Secretaria Municipal de Saúde já executou mais de 8,4 milhões de inspeções a imóveis, eliminando mais de um milhão de depósitos.

— O plano de combate à dengue está baseado em dois pilares: ações de rotina e de contingência, voltadas para a vigilância epidemiológica, combate ao vetor, assistência aos doentes, educação e mobilização social, comunicação e gestão — explicou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

Fonte: SMS



quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Começa a vacinação para cães e gatos contra a raiva


A Secretaria Municipal de Saúde vai oferecer, nos dias 6 e 13 de dezembro, vacinação para cães e gatos em 117 unidades da rede de Atenção Primária. As doses são para o combate à raiva, doença que está extinta há mais de 25 anos no Rio. No entanto, ainda há risco para a população, devido ao grande número de morcegos, cachorros e gatos, principais transmissores do vírus, que circulam pela cidade.

A vacina é gratuita e poderá ser aplicada nos animais na porta de Centros Municipais de Saúde, Clínicas da Família e Policlínicas. A estimativa deste ano é vacinar mais de 450 mil animais, mais do que em 2013, quando foram vacinados em torno de 431 mil.

Os postos vão ficar abertos das 8h às 17h.

A campanha será feita apenas nos dois primeiros sábados de dezembro, mas a vacinação continua na Unidade Municipal de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, em São Cristóvão (Av. Bartolomeu de Gusmão, 1120), e no Centro de Vigilância e Fiscalização Sanitária em Zoonoses Paulo Dacorso Filho, em Santa Cruz (Largo do Bodegão, 150). As vacinas são repassadas pelo Ministério da Saúde, responsável pela aquisição.

Os endereços dos postos de vacinação poderão ser consultados no site www.rio.rj.gov.br/web/sms ou pelo telefone 1746.

Fonte: SMS 

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Prefeitura promove campanha contra hiv e sífilis

A Secretaria Municipal de Saúde promove, de 1 a 6 de dezembro, a Campanha “Teste, trate, viva melhor”. A iniciativa é feita em parceria com a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS-Rio) e tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da realização dos exames e de reforçar a semana de mobilização com ações de prevenção para comemorar o 1º de dezembro, Dia Mundial da luta contra a AIDS.

Serão oferecidos testes gratuitos anti-HIV e sífilis em todas as 174 unidades básicas de saúde do município do Rio de Janeiro. A expectativa da secretaria é realizar, até o final da campanha, 153 mil testes: 71 mil de HIV e 82 mil de sífilis.

Durante a campanha, além dos testes, as unidades vão realizar outras atividades de promoção de saúde, como coleta de sangue, encontros para aconselhamentos individuais e coletivos sobre temas ligados aos riscos e às formas de infecção das doenças, ao uso de drogas e às diversas possibilidades de se buscar o resultado dos exames.

Mais de um milhão de preservativos e cerca de 200 mil sachês de gel lubrificante estão disponíveis para atender a todas as unidade da rede básica de saúde envolvidas no programa.

As unidades de Atenção Primária atenderão a todas as pessoas que desejarem realizar os exames, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16 horas, e, no sábado, das 8h às 12 horas. Para isso, os interessados devem apresentar o documento de identidade com foto e CPF. Os resultados estarão disponíveis em até dez dias na unidade onde tiver sido realizada a coleta.

Para obter mais informações sobre os locais de realização dos testes gratuitos, a população pode fazer contato com a central de atendimento da Prefeitura, no telefone 1746.

Fonte: SMS 

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

I CONFLUENF, o I Congresso Fluminense de Enfermagem! Inscreva-se grátis!


Realizado pelo Coren-RJ, sob o tema “Ética, Responsabilidade e Exercício Profissional da Enfermagem no Desenvolvimento das Políticas Públicas”, acontece nos dias 11 e 12 de dezembro de 2014, no Centro de Convenções SulAmérica, no Centro da capital do Rio de Janeiro, o I Congresso Fluminense de Enfermagem – CONFLUENF.

O Congresso reunirá encontros seminários e fórum para debate e análise, que se debruçarão sobre os caminhos da prática do cuidar, à luz da temática proposta. A programação do I CONFLUENF está sendo ultimada, mas as inscrições já podem ser realizadas no site http://www.coren-rj.org.br/confluenf.

Serão admitidos profissionais da enfermagem do Rio de Janeiro e de outros estados, além de estudantes de enfermagem (nível médio e graduação). Não há taxas; o congresso será gratuito para o público descrito.

Estes são os eventos que comporão o I CONFLUENF:
IV Seminário de Ética: Motivação na Prática Profissional/Responsabilidade no Cuidado
I Seminário das Câmaras Técnicas – O Exercício Profissional e seus Desafios
Encontro da Enfermagem na APS: Inovando na Produção do Cuidado
I Fórum de Enfermeiros Gestores da Saúde Fluminense
I Encontro de Especialistas de Enfermagem


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...